Levei justa causa injustamente. Posso reverter?

Quem nunca ouviu falar sobre um colega de trabalho, ou até mesmo uma história pessoal, em que um empregado foi demitido por justa causa e sentiu que a decisão foi desproporcional ou sem fundamentos sólidos? Essas situações são mais comuns do que gostaríamos, mas, a boa notícia é que a lei está ao lado do trabalhador em muitos desses casos.

Compartilhe esse post no Whatsapp

As hipóteses de justa causa segundo a CLT

ADVOGADOS TRABALHISTAS
Advocacia Trabalhista
Há 10 anos especializada em Direito do Trabalho

Para começarmos, é fundamental entender que as situações que permitem a dispensa por justa causa não são arbitrárias, nem podem ser inventadas pelo empregador. Elas estão previstas, de maneira taxativa, no artigo 482 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Isso significa que, fora desses casos específicos, a justa causa não pode ser aplicada.

A natureza taxativa da lei

Quando falamos que as hipóteses são “taxativas”, estamos dizendo que a lei definiu de forma clara e fechada quais são as razões que justificam a demissão por justa causa. O empregador não pode, portanto, criar novas justificativas ou interpretar a lei de maneira ampla para adequar uma situação específica.

A lei e a proteção ao emprego

O Brasil tem uma tradição jurídica de proteção ao empregado. Afinal, o emprego é um bem fundamental, sendo fonte de dignidade e sustento para o trabalhador e sua família. Sendo assim, qualquer tentativa de retirada desse direito precisa ser feita com muita cautela e respaldo legal.

A necessidade de robusta comprovação

Não basta apenas o empregador alegar que o empregado cometeu um ato que se enquadra nas hipóteses de justa causa. Ele deve comprovar robustamente que isso ocorreu. Em outras palavras, é necessário que haja provas concretas, sejam elas testemunhais, documentais, ou de outra natureza, que corroborem a decisão tomada.

A decisão segura do empregador

O empregador precisa estar muito seguro da sua decisão ao demitir alguém por justa causa. Uma decisão equivocada pode gerar processos trabalhistas, indenizações e até mesmo danos à imagem da empresa.

Revertendo a justa causa injusta

Se, após analisar todos esses pontos, você acredita que foi vítima de uma demissão por justa causa injustificada, a luz no fim do túnel é que é possível reverter essa situação. Com o auxílio de um advogado trabalhista especializado, você pode entrar com uma ação na justiça para questionar a decisão do empregador e buscar os seus direitos.

Ninguém está imune a situações de conflito no ambiente de trabalho. No entanto, o empregado precisa saber que tem direitos e que a justa causa é uma medida extrema, que precisa ser muito bem fundamentada. Se você se encontra em uma situação de demissão por justa causa que considera injusta, não hesite em buscar ajuda legal e garantir seus direitos.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

Fale com a gente agora!